Grafismo Grafismo

PROJEÇÔES DE ÓBITOS POR COVID-19 ACUMULADOS A SEREM NOTIFICADOS ATÉ INÍCIO DE AGOSTO NO BRASIL

07.07.2020

Por: redeanalise|covid19

Autor: Miguel A. Buelta M.

Os números de óbitos acumulados constantes dos gráficos correspondem à média móvel de sete dias, onde o dia considerado está no meio desses sete dias. São utilizados os valores de óbitos notificados até 05/07/2020.

 As projeções são feitas de modo simples, utilizando o período e regressões que forneçam resultados mais coerentes, o que vai sendo verificado com o passar do tempo e com a experiência que vai sendo acumulada.  

PROJEÇÕES PARA O BRASIL

Qualquer projeção de óbitos para o Brasil como um todo, dado à sua extensão territorial e suas diferenças regionais, está submetida a incertezas. Está sendo verificada uma mudança brusca na tendência da média móvel do número diário de óbitos notificados. No entanto, essa mudança não é de grande monta, como pode ser visto nas figuras abaixo. 

Período das últimas três semanas (12/06 a 02/07)

Período das últimas duas semanas (19/06 a 02/07)

Período do último mês (03/06 a 2/07)

Só nas últimas duas semanas há uma tendência à diminuição dos óbitos diários, enquanto que nos outros dois períodos considerados, a tendência é de aumento. 

Com essa situação a projeção, para as semanas futuras, que pode ser feita hoje, para média móvel do número total de óbitos a serem notificados, corresponde a uma média entre a regressão linear e a regressão de 20 grau. Já usando para o período de extrapolação as últimas duas ou três semanas, o resultado foi praticamente o mesmo. Nas figuras abaixo apresentam-se as regressões para o período das últimas três semanas.

Período das últimas três semanas (12/06 a 02/07)

De cuja regressão se obtêm os seguintes resultados:

Data 10 grau 20 grau Média
07/jul 66.919 59.785 66.855
14/jul 74.036 66.791 73.883
21/jul 81.153 73.730 80.878
28/jul 88.270 87.407 87.839
31/jul 91.320 90.303 90.812
04/ago 95.387 94.145 94.766

Estima-se que as médias móveis dos óbitos reais a serem notificados a cada data estejam próximos aos valores médios da tabela 2.  Ver as conclusões a seguir.

CONCLUSÕES

É evidente que quanto mais próximo se esteja da data para a qual será feita a projeção, melhor o resultado. 

Devido grande extensão territorial do Brasil, suas diferenças regionais e as mudanças que estão ocorrendo na flexibilização do isolamento social, é grande a incerteza deste cálculo. Deve-se ficar atento às suas variações, de modo a rapidamente alterar as projeções, pois, em média, de 10 a 15 dias depois da maior ou menor flexibilização, o número de óbitos diários começa a variar rapidamente.

Grafismo Grafismo

Compartilhe nas suas redes!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts
relacionados

Estatísticas sobre COVID-19: como interpretar e o

Desvendando Fake News: QUEM CHECA OS CONTRA-CHECAD

PROJEÇÕES DE ÓBITOS POR COVID-19 ACUMULADOS A S

Grafismo
Grafismo Grafismo