Grafismo Grafismo

Vamos refletir sobre o futuro da covid-19 usando dados?

05.02.2023

Por: Isaac Schrarstzhaupt

Isaac Schrarstzhaupt

Coordenador na Rede Análise ( @redeanalise); Analista de Dados / Pesquisador; TEDx speaker; Pessoa com autismo; O sobrenome pronuncia CHUÁRTI ZÁUPITI!

Apesar de a @WHO manter a covid-19 como uma emergência global de saúde pública, nosso comportamento ruma para uma normalização preocupante.

Pensando nisso, trago dados para refletirmos.

Aqui está o gráfico dos 697.345 óbitos por covid-19 notificados no Brasil até 03/02/2023:

Quando olhamos esse gráfico, vemos a eficácia das vacinas em ação.

Temos 81,6% da população do Brasil com o esquema completo de vacinação contra a covid-19 (duas doses ou dose única) e 58,1% com doses de reforço (1º e 2º reforços somados):

O que essa cobertura vacinal nos mostra: que ela já nos permite vermos uma redução nas mortes quando comparamos com o período pré vacina.

O primeiro gráfico mostra isso claramente, e é pra isso que ele serve.

Vejam aqui a diferença:

Mas ele não mostra uma informação muito importante, que é o período pós vacina comparado com ele mesmo.

Como está nossa situação nos últimos 10 meses?

Aqui segue um gráfico das duas ondas de óbitos por covid-19 notificados por dia no Brasil de 04/04/2022 a 03/02/2023:

Nesse período de 10 meses, tivemos 37.198 óbitos notificados. Isso dá uma média de 122 óbitos notificados por dia. Não é mais a maior causa de mortes, mas é bastante significativa!

Como o SARS-CoV-2 é MUITO transmissível, temos uma alta incidência da doença no país e no mundo.+

A vacina faz com que a letalidade da doença caia bastante, mas a alta incidência faz com que a mortalidade permaneça significativa.

Aqui nesse gráfico eu marquei a linha de 100 óbitos notificados por dia. Percebam que nosso *mínimo* nesses últimos 10 meses fica próximo disso:

Se nosso "piso" for entre 80 e 120 óbitos notificados por dia, isso significa termos entre 30.000 e 44.000 óbitos por covid-19 por ano.

Esse número PODE e DEVE ser reduzido. As campanhas de vacinação que começarão agora em fevereiro/2023 tem essa missão!

Também é importante lembrarmos que a covid-19 não substituiu nenhuma doença existente. Ela veio para adicionar peso na carga anual de óbitos, e isso é muito preocupante.

Vejam este gráfico (https://mortalidade.com.br)que mostra o número de mortes por causas naturais no Brasil: +

Perceberam que o número de óbitos de 2019 é mais baixo do que o número de óbitos de 2022?

Em 2022 temos a covid-19 (reduzida pela vacina mas existente) e isso faz com que a quantidade total de óbitos aumente.

Aqui nesse pequeno vídeo eu fui marcando ano a ano no mesmo gráfico:

A gente percebe que o final de 2018 e 2019 ficam muito próximos, aí vem a pandemia e joga o número de óbitos de 2020 e 2021 lá pra cima.

Em 2022 as vacinas reduzem esse número mas como a cobertura vacinal não está no ideal, vemos que a linha ainda está alta!

Isso nos dá duas missões principais:
1. Aumentar a cobertura vacinal para no mínimo 90% da população com todas as doses disponíveis para cada faixa etária;
2. Entender DE VERDADE como funciona a transmissão do vírus (pelo ar) e tomar medidas simples para REDUZIR/MITIGAR isso.

MITIGAR algo significa "deixá-lo mais brando, mais suave, menos intenso".

Ao tomarmos atitudes como:
– uso de máscaras em certas situações (ao ter sintomas, quando se está em um local mal ventilado);
– Melhora da ventilação dos locais;

Iremos MITIGAR a transmissão do vírus!

Espero que esse fio tenha ajudado a entender a situação sem alarmismo e ao mesmo tempo sem minimização!

Para acessar os paineis que utilizei nesse fio, os links são:
http://bit.ly/Rede_CasosObitosTaxa
https://mortalidade.com.br

Abraço e obrigado!

Originally tweeted by Isaac Schrarstzhaupt (@schrarstzhaupt) on 5 de February de 2023.

Grafismo Grafismo

Compartilhe nas suas redes!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

ChAdOx1 nCoV-19: a vacina britânica contra COVID-

Já conseguimos ver o aumento de óbitos na tercei

Como estão os dados de Monkeypox até novembro/20

Grafismo
Grafismo Grafismo