Grafismo Grafismo

Dados de covid-19 no Brasil atualizados até 15/12/22 mostram a terceira onda de 2022 a todo vapor

15.12.2022

Por: Isaac Schrarstzhaupt

Isaac Schrarstzhaupt

Coordenador na Rede Análise ( @redeanalise); Analista de Dados / Pesquisador; TEDx speaker; Pessoa com autismo; O sobrenome pronuncia CHUÁRTI ZÁUPITI!

Boa noite, pessoal!

Chegamos a mais uma quinta-feira, que é o dia onde podemos ver os dados da covid-19 no Brasil com menor chance de represamento.

Vamos fazer um fio passando por todas as regiões do país para entender como estamos agora em 15/12/22?

Neste fio de 12/12/2022 eu mencionei os motivos pelos quais fica mais fidedigno analisar os dados de covid-19 nas quartas e quintas-feiras:

Sempre começamos olhando o Brasil como um todo, e aqui fica bem explícita a onda em que estamos neste momento.

Podemos ver uma tendência de crescimento tanto em casos quanto em óbitos quando olhamos para os últimos 20 dias:

Inclusive já estamos vendo a onda atual chegar no nível do pico da primeira onda de 2020 em número de casos.

Hoje estamos testando muito pouco em relação a 2021, mas lá no início da pandemia (2020) também se testava pouco (claro que por motivos bem diferentes de agora):

Já quando olhamos a curva de óbitos vemos o poder das vacinas: comparem o pico da primeira onda de 2020 (nível onde estamos hoje) com a quantidade de óbitos da onda atual (circulada em vermelho):

No dia 03/12/2022 eu fiz um fio com dados do boletim epidemiológico da vigilância epidemiológica do RS que mostram claramente esse poder das vacinas na redução de óbitos:

Aqui já chegamos em uma dificuldade de comunicação: olhando os óbitos assim, parece super bom, comparando com as piores ondas antes da vacina, né?

Parece pois é bom!

MAS…temos de comparar o “hoje” com o “hoje”, ou seja, comparar períodos que temos vacina!

Ao olhar os dados do Brasil contendo cobertura vacinal, vemos que estamos com 55,7% de cobertura de doses de reforço olhando o país todo. Também conseguimos ver que esse valor está estagnado desde julho (subimos 3% na cobertura vacinal de todo o país de julho até dezembro/22):

Vamos ver, então, o gráfico de novos óbitos por dia do Brasil adequado a um período pós vacina?

Vejam os novos óbitos por covid-19 notificados/dia de 15/03/22 a 15/12/22.

Vemos que a onda atual tem um crescimento significativo! E que chegamos a atingir níveis bem menores:

Percebam como a comunicação é composta dessas duas nuances:
1. Após as vacinas, os óbitos reduziram MUITO quando comparamos com o período pré vacina;
2. Após as vacinas, os óbitos já estiveram bem melhores do que estão hoje, pois estamos deixando o vírus circular livremente!

Inclusive podemos ver essa onda atual (que é a terceira onda de covid-19 no Brasil apenas em 2022) em todas as regiões do país. Vejam só a região Centro-Oeste:

Os maiores aumentos de casos nesta região estão em dois estados. Aqui GO:

E aqui MT, que aparenta ter tido um represamento enorme na segunda-feira dessa semana aqui (vejam como o represamento atrapalha).

Uma das razões que dá pra dizer que é represamento é o aumento de óbitos no mesmo dia:

Aqui a região Nordeste, que ainda mostra crescimento de casos mas mostra uma estagnação nesse crescimento (é só comparar o gráfico dos últimos 20 dias com o gráfico da taxa de crescimento, que mostra que a velocidade de crescimento parou de aumentar):

Inclusive ao analisar a cobertura vacinal dos estados (neste exemplo temos a BA) vemos que essa onda fez uma quantidade de pessoas buscar a terceira dose (vejam o pequeno pico de doses aplicadas após outubro/22).

Vacina funciona bem melhor se tomar ANTES da onda aparecer!

Na região Norte vemos a mesma coisa: tendência de crescimento nos casos quando olhamos os últimos 20 dias, mas também vemos uma estagnação no crescimento (parece um início de platô, pois a velocidade para de subir mas também não cai):

Inclusive quando olhamos um estado do Norte (aqui o exemplo é RR), vemos que a cobertura vacinal de doses de reforço é BEM menor do que a média nacional, e aqui também vemos o aumento de pessoas buscando a terceira dose (primeiro reforço) na onda atual:

Região Sul vemos a mesma coisa: um aumento constante tanto de novos casos quanto na velocidade de crescimento desses novos casos.

Onda em pleno crescimento:

Na região Sudeste também vemos um aumento nos últimos 20 dias (tanto em casos quanto em óbitos), mas aqui também vemos um início de estagnação na velocidade de crescimento de casos:

Na região Sudeste essa estagnação parece ser uma média entre o RJ e SP+MG. Em SP e MG vemos crescimento e no RJ vemos uma queda brusca, que é até estranha no gráfico. Aqui SP:

Aqui MG (vejam o crescimento de casos e óbitos):

E aqui o RJ: vejam como aparece uma tendência de queda, indo na contramão da região inteira:

Aqui um zoom no gráfico de casos do RJ. Vejam como a queda foi abrupta.

Tomara que seja uma queda real mas, de qualquer maneira, como o país inteiro está com aumento de casos não faz sentido achar que está tudo bem, ainda mais com várias pessoas indo e vindo do estado:

E, por fim, aqui um gráfico mostrando a cobertura vacinal de todos os estados do Brasil, para vermos como há uma desigualdade muito grande que acaba gerando aquela média de 55%:

Em resumo: estamos em uma onda de covid-19 que tende a ser consideravelmente grande (levando em conta que mesmo com MUITO menos testagem ainda estamos vendo níveis altos de casos diários).

CUIDEM-SE!

Usem máscaras em locais fechados!
Se estiverem com sintomas, mesmo leves, usem máscara ao sair de casa!
Se dividirem a casa com alguém vulnerável, considerem ventilar muito bem a casa e usar máscaras dependendo da situação. Precisamos ajudar a reduzir a transmissão do vírus!//fim

Para acessar os paineis utilizados neste fio:
http://bit.ly/Rede_CasosObitosTaxa

http://bit.ly/Rede_Vacinas

Originally tweeted by Isaac Schrarstzhaupt (@schrarstzhaupt) on 16 de December de 2022.

Grafismo Grafismo

Compartilhe nas suas redes!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

PREVISÃO DE 1000 MORTES POR COVID-19 NO BRASIL

Como são feitas as vacinas e por que pode demorar

Tratamento com Anticorpos Monoclonais

Grafismo
Grafismo Grafismo