Grafismo Grafismo

VACINAS ATUALIZADAS E ÔMICRONS – Desmentindo Fake News

07.03.2023

Por: Mell

Mellanie Fontes-Dutra (Mell)

Biomédica, Neurocientista (mestra e doutora), Professora @Unisinos e #SciComm em @redeanalise. Ela/Dela | #DefendaoSUS


Há pessoas dizendo que as vacina atualizadas não teriam benefício porque hoje temos outras versões da Ômicron ganhando espaço. Ainda, há desinformações circulando sobre as vacinas atualizadas e derrames.

Vamos desenrolar essas fake news juntos? 👇🧶

VACINAS ATUALIZADAS E ÔMICRONS
A vacina atualizada, ou bivalente no caso atual, é uma vacina que tem como alvo além da cepa original de Wuhan (que as vacinas convencionais também têm), a Ômicron (em especial a BA.4/5), vacina que o Brasil disponibilizará nas campanhas a seguir

A sublinhagem BA.4/5 é uma "versão" da Ômicron que circulou bastante no mundo, e por aqui também. Hoje, a BQ.1 e a XBB parecem estar ganhando mais espaço.

Em janeiro, ~67% das amostras eram BQ.1/BQ.1.1 e ~13% eram XBB*

Mas essas variantes (BQ.1 e XBB*) se diversificaram de qual Ômicron?🤔

A BQ.1, p. ex., se diversificou na BA.5. A XBB é uma recombinante que alia elementos de duas sublinhagens diversificadas da BA.2. Essas variantes compartilham muitas similaridades por descenderem da Ômicron.

A resposta induzida pela vacinação gera uma imunidade diversificada que é capaz de reconhecer todas as variantes que já vimos até então. Mesmo havendo um impacto na atividade dos anticorpos neutralizantes, a resposta celular se mantem forte, visto também nas vacinas convencionais

Se uma pessoa recebe um reforço com alguma das vacinas convencionais, p. ex., há um aumento da resposta de neutralização contra BA.2 e BA.4/5, além de outras versões da Ômicron. O reforço convencional tem capacidade de reforçar a proteção no cenário atual

https://www.science.org/doi/10.1126/science.abq0203

Se pegarmos para vacinas atualizadas, a gente vê que, por ter como alvo a Ômicron (BA.4/5, p. ex), esse reforço é capaz de gerar um aumento na resposta para seu alvo e outras Ômicrons, como a BQ.1. De novo: resposta diversificada

Portanto, para aqueles que questionam por que tomar um reforço atualizado com alvo em variantes que não são mais predominantes:

Porque a resposta imunológica pela 💉é diversificada para variantes, e muitas das variantes atuais descenderam das que anteriormente predominaram.

Adam Schiff Period GIF by GIPHY News

Agora, tem muita fake news rolando a partir de distorções de dados para sustentar a ideia de que as vacinas atualizadas não seriam seguras e estariam aumentando o risco de derrames/AVC.

Expliquei sobre aqui:

Mas bora lá dar uma atualizada: tanto o @CDCgov quanto o @US_FDA não encontraram confirmação de relação dos casos de AVC em idosos com as vacinas atualizadas. As duas agências mantem a recomendação do uso das vacinas atualizadas para o público-alvo

https://www.em.com.br/app/noticia/saude-e-bem-viver/2023/02/04/interna_bem_viver,1453396/cdc-e-fda-nao-encontram-relacao-entre-vacina-bivalente-da-pfizer-e-avc.shtml

Ainda no relatório do @CDCgov , eles mencionam o que comento abaixo, sustentando que não há relação dos casos de AVC com as vacinas atualizadas:

Para outros eventos adversos (como miocardite), o @CDCgov divulgou, no início desse ano, uma análise pegando o período de Outubro/22 a Janeiro/23, revelando que não houve diferenças entre as vacinas atualizadas e convencionais, para a pop. de 5-11 anos

https://www.cdc.gov/mmwr/volumes/72/wr/mm7202a5.htm

Cabe lembrar que, cada vez mais temos uma população vacinada, e podemos ter notificações de eventos após a vacinação, mas não necessariamente existe uma relação com a vacina. Só se pode afirmar isso se fizer um estudo aprofundado. Só a notificação não confirma relação de causa.

Simba The Lion King GIF

"Ah mas tem o vídeo que me mandaram falando que atletas morreram por causa da vacina"

"Ah mas o fulano, que é confiável por ser <insira profissão> afirmou que há um aumento de 3190231209312% de notificações"

Sem estudo não se estabelece relação de causa. Isso é um fato.

Inclusive, usar sistema de notificação, como o VAERS, para "mostrar" que há um aumento de casos de algum evento adverso relacionado com uma vacina não é correto. VAERS não é desenhado pra isso.

Explico abaixo:

Gente, as desinformações muitas vezes se reciclam. Se pegarem algumas de hoje, verão que são muito parecidas com outras do passado, só mudou o alvo. Cuidado!

Abaixo, comento algumas dicas pra tentar driblar esse monte de desinformação que aparece:

Curtiram esse fio? Foi útil pra ti? Aproveita e manda pra quem tá com alguma dúvida/insegurança, ou guarda pra ter e ler em outros momentos. Ele e outros fios estão salvos em http://bit.ly/fiosmell

Aproveita e me segue em outras redes (mesmo @ daqui) porque farei vídeo sobre!

Originally tweeted by Mellanie Fontes-Dutra, PhD (@mellziland) on 28 de February de 2023.

Grafismo Grafismo

Compartilhe nas suas redes!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts
relacionados

ÓBITOS POR COVID-19 QUE PODEM TER OCORRIDO ATÉ O

COVID-19, emprego e mulheres nos países da OCDE

COVAXIN™ uma das promissoras vacinas indianas

Grafismo
Grafismo Grafismo